Meditação do dia

Quarta-Feira - 07/01/2015

Os livros poéticos II - Jó / Pv / Ec / CCânticos
A presença do bem e do mal na vida do homem

Surge um quarto "amigo"

Leitura diária: Jó 32
Leitura da Bíblia em um ano: Êxodo, capítulos 5, 6 e 7

 

Jó encerrou as suas palavras como lemos ontem. Calou-se e os seus três amigos inquiridores, calaram-se também. Aparentemente, ficaram sem resposta para a última fala de Jó. Se eles tinham vindo ali para consolar o amigo, analisar o problema que lhe havia acontecido e apresentar uma provável razão para tal, depois dos três discurso que cada um deles fez, e das respostas sempre diretas de Jó, parece-nos que eles se julgaram sem argumentos para dar continuidade à discussão.


Havia, no entanto, um quarto personagem presente dentre os amigos de Jó. Além de Elifaz, Bildade e Zofar, estava ali também um certo Eliú, do qual pouco se sabe, a não ser aquilo que está registrado. Há um detalhe, entretanto de muita singularidade. Ele a tudo assistira e se nada falara até então, é porque, sendo mais jovem do que os demais, impunha-lhe a cultura da época, só se manifestar em tais momentos, se os mais velhos lhe pedissem a palavra. Como isto não aconteceu, ele se conteve até agora, quando, vendo que os três amigos cessaram seus questionamentos, e que Jó aparentemente os respondera sem deixar dúvidas sobre as inquirições, resolveu então se posicionar, ainda que com humildade e respeito (32.6): "Eu sou de pouca idade e vós sois idosos; arreceei-me e temi de vos declarar a minha opinião". Mas, não satisfeito com o que ouvira, passa a fazer os seus discursos também, começando de maneira bem objetiva e direta:


"Eis que aguardei as vossas palavras,
escutei as vossas considerações, enquanto buscáveis o que dizer.
Eu, pois, vos prestqava toda a minha atenção,
e eis que não houve entre vós quem convecesse a Jó,
nem quem respondesse às suas palavras".
Jó 32.11,12


E, daí em diante vamos ler mais ou menos os argumentos que já foram comentados e discutidos pelos quatro amigos até então, mas com a adição de um aspecto novo, altamente crítico: - Eliú vai abordar o aspecto positivo do sofrimento e da desdita na vida do homem, o que os demais, nas suas discussões mencionaram muito rapidamente, sem se deterem muito neste aspecto que vem a ser mais tarde um dos pontos altos da mensagem evangelística, quando os escritores do NT advogam que, diante de Deus, a dor, o sofrimento e a angústia podem agir como elementos de aperfeiçoamento da vida cristã.

 

Oração para o dia:

Faze-me, Senhor, ser criterioso e respeitoso como Eliú. Que diante de meus irmãos mais velhos eu os respeite, ainda que não concorde com algo.

Outras Meditações

Newsletter
NOME:
E-MAIL:

JUERP- todos os direitos reservados 2010