Meditação do dia

Segunda-Feira - 01/09/2014

O ministério cristão – Vida e obra dos crentes
O desafio do pastoreio

A missão do pastoreio em Timóteo

Leitura diária: 1Timóteo 1.18
Leitura da Bíblia em um ano: Provérbios, capítulos 23, 24 e 25

 

O ministério pastoral é, efetivamente, uma missão bastante exigente para aquele que o exerce por um chamado divino. Além de procurar ser o guia de um rebanho pela inspiração de Deus, em termos de mensagens, profecias e aconselhamentos no aspecto espiritual, ele terá que haver-se com a condução dessas ovelhas nos aspectos sociais e morais do dia-a-dia desses crentes.


Isto não é facil para o ministro de Deus. Enquanto sua palavra e orientação refletem apenas aquilo que, espiritualmente, estaria sendo transmitido ao rebanho, este se sente confortado e amparado. No momento em que ele se volta
para recomendações ou advertências a respeito de atos e atitudes dos crentes no seu viver diário, esses se constrangem, acham-se atingidos e consideram que o pastor estaria se intrometendo em sua vida. Paulo vai aconselhar a Timóteo sobre este cuidado, e o faz de maneira bastante explícita. Sua palavra é como se estivesse se referindo a algo de muito peso e valor para a firmeza e doutrina da igreja de Cristo naquela época em três tópicos:


"Esta admoestação te dirijo, filho Timóteo,
que segundo as profecias que houve acerca de ti, 
por elas peleje a boa peleja"
(1Tm 1.18).


– A palavra "admoestação" no sentido que está sendo aplicada, não de correção de alguma coisa do passado, mas de ação para o futuro, é tida pelos comentaristas como uma advertência, recomendação ou determinação bastante incisiva que o apóstolo lhe está passando. Ou seja, nunca se esqueça disto;

– Indo além, ele que devia conhecer bem Timóteo, a ponto de chamá-lo de filho mais uma vez, lembra que esta ação que iria empreender como ministro do pastoreio, apenas confirmaria aquilo que sempre se ouvira dele, desde que começara os seus primeiros passos ao lado de seu preceptor principal;

– Finalmente, o destaque que dá à realização plena do ministério pastoral. Paulo o classifica como uma missão, difícil, mas inspiradora. Quando o conclama a que "peleje a boa peleja", é como se estivesse dizendo aos ministros de Deus: "lutem com firmeza, dignidade e bondade o ministério que lhes foi entregue".

 

Oração para o dia:

Capacita-me, Senhor, a ser um obreiro atento e fiel ao ministério para o qual me chamaste, lutando com empenho para o seu melhor desempenho.

Outras Meditações

Newsletter
NOME:
E-MAIL:

JUERP- todos os direitos reservados 2010